Oyo foi um grande império yoruba, que durou entre os anos de 1400 e 1835. Localizava-se na África Ocidental, onde hoje é a Nigéria.

Quando os exploradores europeus chegaram à África, Oyo já era um dos maiores estados africanos, rico e poderoso.

As riquezas de Oyo foram adquiridas através do comércio e de sua grande e poderosa cavalaria. Graças a seu poderio, Oyo dominou várias monarquias africanas, tornando-se muito importante politicamente. Os domínio de Oyo, em meados do século XVII, se estendiam até a região que hoje pertence à República do Benim e ao Togo.

Oranyan, filho de Ogun, criado por Oduduwa, o grande Oni de ilê Ifé, atacou Oyó e assumiu seu governo, tornando-se Alafin. Grande é a controvérsia a este respeito. Existem até itans relatando a mítica guerra que garantiu o domínio de Oyo.

Naquele momento, Oyo era ainda um povoado pequeno e sem muita importãncia. Mas o interesse de Oranyan era estratégico. Dominando Oyo, acabaria com o fornecimento de ferro para seus inimigos, pois todos eles se abasteciam comprando o mineral das jazidas de Oyo.

Dez anos após a tomada de Oyo por Oranyan, a cidade já contava com dez mil habitantes. Passou a ser conhecida pelos seus artesãos, ourives e ferreiros. Seu mercado era poderoso, e muitos comerciantes de Ifé mudaram-se para Oyo a fim de aumentar seus negócios e enriquecer.

Oyo tornou-se tão importante, que reis inimigos tentaram usurpar seu domínio. O pior dos ataques partiu de Akinjolê, primo de Oranyan, que com seu exército de quatro mil homens, tomou a cidade de assalto, enquanto o exército de Oyo lutava em outra frente. A destruição foi terrível. Oyó foi arrasada e queimada, fazendo centenas de vítimas. Mas a reviravolta não tardou. Oranyan reorganizou suas forças e reconquistou Oyo, matando Akinjolê e seus descendentes.

Oyo foi totalmente reconstruída, e tornou-se ainda mais próspera, passando a ser conhecida como Nova Oyó. Foi uma era de paz. Oranyan que já contava cinquenta e cinco anos, decidiu mudar-se de Ifé para Oyo, de onde controlaria todos os seus domínios: Oyo, Benin e Ifé.